Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Modas, racismo e universos alternativos...

por Tomates e Grelos, em 24.03.14

Graças à atitude de Dani Alves, jogador do Barcelona que, depois de lhe ter sido atirada uma banana em pleno jogo, com o intuito de ser uma ofensa racista, a comeu, muita gente anda a repetir o gesto e a publicar a respectiva foto de degustação da banana. Eu pergunto: E se ele tivesse metido a banana co cu?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:08

Limpinho, limpinho...

por Tomates e Grelos, em 21.03.14

Quando comecei a morar sozinho, típico da minha ambição e pitada de arrogância, achei que era capaz de fazer tudo sozinho. Felizmente, o sucesso profissional foi aumentando e rapidamente vi-me na necessidade de deixar algumas tarefas para outrem. Como qualquer solteiro (e bom rapaz), dediquei-me à inglória busca de uma doméstica. Bem, nunca pensei que fosse tão complicado. A empresas da área cobram bem acima daquilo que me parece razoável, encontrar uma senhora é missão (quase) impossível. As boas e de confiança já têm os seus dias ocupados, restando apenas as incertezas. Depois de algumas tentativas falhadas (sou muito exigente e não suporto que façam as coisas pior do que eu), lá encontrei uma competente e que se foi revelando confiável.

 

 

A esta altura, já devem pensar que fodi a senhora. Nada disso! Para já, não era bem bem uma senhora mas, não era nenhuma menina. Não era bonita e não tinha nada que sobressaísse aos meus olhos. Sabem quando olham para alguém e constatam que essa pessoa não é o vosso protótipo de beleza mas tem alguma coisa que atrai? Ela não tinha. O problema foi que eu fiquei de férias e esqueci-me de remarcar com ela. A senhora foi simpatiquíssima e fez os possíveis para não me acordar. No entanto, devia ter feito os impossíveis, pensei eu quando acordei com o seu trabalho. Sem conseguir dormir, lá me levantei cheio de sono e fui para a sala. Pus-me a ver televisão, para ver se acordava. Passado uns minutos, fui tomar o pequeno almoço. Devo ter-me cruzado com ela umas 3 ou 4 vezes e reparei que me olhava de soslaio e pensava para mim "esta parva acorda-me e ainda me olha de lado...Puta!". O meu cérebro, ainda a arrancar, é um pouco intolerante. Sentado no sofá, os restos do pequeno almoço na mesa de centro e a Dona E. à minha frente. Recolhe a louça que havia para lavar e pergunta-me se preciso de alguma coisa. Olho para ela e ela está a olhar para o meu pau a espreitar pelos boxers. Tinha tido o cuidado de vestir alguma coisa para não andar nu mas, não tinha reparado no periquito à janela, fruto da posição em que me encontrava sentado e do meu típico tesão matinal. Não sabia bem o que pensar porque a Dona E. não me atraía. Estaria a mentir se dissesse que nunca tinha pensado nela sexualmente. É claro que tinha e chegado à conclusão que não valia a pena "investir". Ainda assim, a pergunta era pertinente. Bem, que se foda, pensei eu. Dona E., por acaso, precisava que me lavasse esta peça delicada. Apenas com saliva e uma esponja macia. Acha que é possível?, perguntei expondo-o pela abertura dos boxers. Nisto, a Dona E. pousa a louça de volta na mesinha de centro e ajoelha-se. Recostei-me para trás e deixei-a tomar o pequeno almoço.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:03

Kinsey...

por Tomates e Grelos, em 20.03.14

Hoje trago-vos uma proposta cinematográfica. Para quem não conhece, recomendo o filme Kinsey. O filme retrata a história verídica de um pioneiro no estudo do sexo entre humanos. Revolucionário e polémico, não só na sua época mas também hoje em dia, elaborou estudos sobre a forma como homens e mulheres praticam sexo, sozinhos ou acompanhados. Ele próprio, "obrigado" a mudar a sua postura face ao sexo quando a questão lhe bate à porta. Não entrarei em detalhes pois não quero estragar a experiência a nenhum de vós mas, permitam-me confessar que a linha entre uma relação liberal ou libertina é muito ténue e requer o maior dos amores para poder ser praticada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:54

Nos idos de Maio...

por Tomates e Grelos, em 19.03.14

Despertou de um sono revigorante, precedido claro está, de uma boa noite de sexo. Ainda de olhos semicerrados, esticou o braço, em busca do prazer da noite anterior, afinal, era um desperdício não aproveitar o típico tesão matinal com que normalmente acordava. Para seu descontentamento, a cama encontrava-se despida de corpos femininos pelo que decidiu ir à procura daquele sexo molhado que tão bem o tinha satisfeito há algumas horas. Espreitou num quarto, procurou no WC, vasculhou a sala com o olhar e perscrutou a cozinha, sem nada encontrar. Desiludido por ter de ir recorrer à "manita", teve discernimento para verificar so o carro dela ainda estava no estacionamento. Voilá!

 

O dia estava quente e soalheiro, fazendo de repente com que tudo fizesse sentido. Subiu ao terraço e ali estava ela, o corpo despido para o sol e, eventualmente para algum vizinho com tendências "voyeurs". Ficou ali por instantes a observá-la. O corpo moreno recebia o sol e tomava-o para si. Hmmmm como aquele peito volumoso o excitava. O tesão entretanto meio perdido fisicamente, voltava num ápice. Os mamilos estavam moles e a aureola expandida, fruto do calor. Era uma morena voluptuosa, nada de modelos magricelas sem o que arragar. As coxas grossas, afastadas ao astro rei.

 

 

Revelou-se e acercou-se enquanto ela lhe desejava os bons dias e questionava se tinha dormido bem. Ele, já cheio de intenções, não conseguia esconder a excitação dentro das calças, o mastro protuberante a tentar furar as mesmas. Ela também não demorou a perceber o seu silêncio. Puxou de uma cadeira e posicionou-se por trás dela. Enquanto lhe beijava o pescoço, acariciava-lhe o peito e deliciava-se com o efeito que isso tinha nela pois, os mamilos endureciam e a auréola contraía. Ele era o astro rei do momento. Sussurrou-lhe obscenidades ao ouvido e disse-lhe que alguém podia estar a ver. Ela, provocadora, abre as pernas convidativa e diz "que vejam". Sem perder tempo, a mão dele aceita o convite tapa-lhe o sexo. Estava quente do sol mas não só. A humidade que dela brotava, elevaram-lhe o tesão à categoria de pedra. Iveitavelmente, o mastro teve de ser exposto, sob pena de ser oprimido. Passou o dedo do meio por entre os lábios e levou-o à boca dela, onde foi devidamente lambido e lubrificado. Rapidamente retorna a onde deve estar: dentro dela. Ela contrai enquanto ele, provocador como sempre, mantém o dedo dentro dela, imóvel, enquanto lhe "afia" os mamilos duros e hirtos e lhe beija profusamente o pescoço. Ela não resiste (e não quer resistir) e contorce-se para senti-lo dentro dela. Estava algada e não resiste a meter mais um dedo. Desta vez, ela não resiste a ajudá-lo e pressiona a sua mão contra a dele, enquanto os seus dedos se movimentam dentro dela, numa piscina de néctar e prazer. Ela está a gostar e ele, ainda mais. O controlo sobre ela excita-o e ele exerce-o com prazer. Aperta-a contra a cadeira sem nunca tirar os dedos daquele sexo carnudo. Vai fazê-la vir.

 

 

Quando a mão dela o liberta, ele sabe que é altura de sair. Ela, abandonada, respira fundo algumas vezes, recompondo-se do orgasmo, levando as mãos à cabeça, numa mistura de preguiça e prazer. Como que tomando consciência da realidade, levanta-se e olha para ele. Ele está sentado, de sexo erguido, pronto a ser degustado. Na cabeça dela, um dilema intemporal: chupar ou sentar? "Sentar" wins.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:07

É o que eu digo...

por Tomates e Grelos, em 18.03.14

Estive a ler um estudo efectuado sobre uma turma de alunos do ensino secundário. O estudo incidia sobre a sexualidade e o género. O que quer isto dizer? Bem, que se estudou a forma como os jovens vivem a sua sexualidade e como vivem o seu género. As conclusões, talvez expectáveis por uns, serão, com certeza, uma surpresa para outros. Ora, a conclusão principal é que os jovens, mulheres e homens, pensam que todos estão à espera que tenham um comportamento que, nenhum quer ter! Confuso? Bem, parece que as mulheres pensam que têm de ser submissas e bem comportadas, porque é isso que se espera delas e que elas pensam que as outras mulheres também esperam, quando nenhuma delas quer ser esse modelo de imagem. O mesmo acontece com os rapazes. Ora, isto é um sinal de como os estereótipos impostos pela sociedade, condicionam os nossos comportamentos e, voltamos sempre à velha "máxima" de que um homem que come muitas mulheres é um galã e uma mulher que come muitos homens, é puta. Vivemos numa sociedade completamente hipócrita, onde a maior parte vive de aparências, frustrados, quando podiam ser verdadeiramente livres e exercer a sua sexualidade e género, como bem lhes apetecesse. A pensar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:47



Mais sobre mim

foto do autor


Copyright

© Tomates e Grelos and tomatesegrelos.blogs.sapo.pt, 2012 to 2014. Unauthorized use and/or duplication of this material without express and written permission from this blog’s author and/or owner is strictly prohibited. Excerpts and links may be used, provided that full and clear credit is given to Tomates e Grelos and tomatesegrelos.blogs.sapo.pt with appropriate and specific direction to the original content.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Mais sobre mim



Homem que gosta da vida, de prazer, de sexo, de conversar, de partilhar.


Se deseja entrar em contacto com o autor, pode fazê-lo através do endereço: tomatesegrelos@sapo.pt.


ver perfil

seguir perfil


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Tomates & Grelos Online



Links

xpto