Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O que esperas?...

por Tomates e Grelos, em 08.05.13

Apresento-me com um beijo molhado, sem dizer uma palavra. Perplexa, acompanhas-me com o olhar, enquanto me dirijo para a mesa da sala. Sento-me, afasto as pernas e interpelo-te:

 

- Anda...desembrulha a tua prenda.

 

Como que hipnotizada, obedeces sem pestanejar. Acercas-te e começas a desapertar-me o cinto.

 

- Vá, não te faças de rogada - provoco-te eu.

 

Aceleras e, num ápice, estás a desapertar-me os botões das calças. Ávida do que estavas prestes a revela, aceleras, detendo-te apenas quando o teu presente se encontra exposto, lânguido.

 

- Porque esperas? Chupa-o...não é isso que queres?

 

Abanado afirmativamente a cabeça, sorris...e engoles-me.

 

- Ahh...que delícia. Sabia que ia gostar, tanto quanto tu.

 

Os teus movimentos de língua, rapidamente ergueram o mastro. Insatisfeito, continuei a instigar.

 

- E as bolas? Anda minha putinha deliciosa, lambe-me as bolas e vais ver o mastro a latejar...

 

Bem mandada, começas por trabalhar com a ponta da língua, fazendo os testículo retorcerem-se. À medida que vais avançando, vão subindo, até que colocas o esquerdo todo na boca e sugas com uma suavidade de fazer arrepiar o corpo todo. Uma gota brota da glande e tu não a desperdiças. Dás igual tratamento ao testículo direito. Ergues-te ao longo do membro, delineando-o com a língua e terminas em movimento descendente, abocanhando-o. Sentes-me a pulsar na tua boca.

 

- Isso. Que hábil que tu és. Já estás encharcada? Mostra-me!

 

Levantas-te e, sem perder tempo, procuro-te o sexo por de baixo do vestido. Apraz-me verificar que me recebeste sem roupa interior. Sem dó nem piedade, depressa te penetro com um dedo. Sentir o teu corpo tremer é um deleito para os meus sentidos. Com a mesma velocidade que te penetrei, saio de dentro de ti. Beijo-te com o dedo nas nossas bocas.

 

- Que bem que sabes... Despe-te!

 

Num só movimento, o teu vestido cai e expões o teu corpo ao meu dispor. Não me faço de rogado e vou usá-lo em meu proveito.

 

- Quero-te de quatro aí no sofá, com esse cuzinho bem empinado e virado para mim.

 

Delicio-me a observar-te enquanto me obedeces sem questionar.

 

- Vá...toca-te. Trás a mão por entre as pernas e massaja o clitóris.

 

Por momentos, permito-me apenas contemplar o que me proporcionas e a escutar os teus leves gemidos. Por momentos... Com a glande inchada de tesão, roço-me na entrada do teu sexo. Está tão molhado que só me apetece deslizar para dentro de ti. Ainda não. Primeiro tens de sofrer. Agarrando o meu membro, deslizo para cima e para baixo no teu sulco anal, espalhando a tua tesão húmida pelo rabo, até às costas. Continuo nestes movimentos até te sentir gemer, perdida nos sentidos. Aí, a meio de um desses movimentos, detenho-me diante do teu sexo aberto e vou até ao fim. A tua reacção é impagável. Sem te dar tempo para que percebas, como-te se fosses única, como se a fome fosse insaciável, como se fosses um oásis no meio do deserto.

 

- Adoro ouvir-te gemer. Gostas que te coma assim à bruta, não gostas?

 

Com uma palmada, obrigo-te a responder. Com as duas mãos nas tuas nádegas, entro e saio de ti com vigor. Nova palmada, seguida de uma série de estocadas profundas, sem sair, apenas indo bem fundo. Puxo-te os cabelos e retomo o ritmo alucinante que em breve me vai fazer explodir.

 

- Que belo grelo que tu tens minha puta doida. Gostas de o ver bem comido não é?

 

Acenas com a cabeça, provavelmente pensando como teria eu recordado que gostas que seja bruto, ordinário e te trate por puta, gemendo e dizendo que queres mais, que não queres que pare. Satisfaço o teu desejo, que é o meu. Dois gemidos ecoam na sala e dois corpos explodem. Pareceu uma eternidade mas, escassos 20 minutos passaram desde que passei a porta e me sentei na mesa.

 

A tarde ainda agora começou...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:36


Mais sobre mim



Homem que gosta da vida, de prazer, de sexo, de conversar, de partilhar.


Se deseja entrar em contacto com o autor, pode fazê-lo através do endereço: tomatesegrelos@sapo.pt.


ver perfil

seguir perfil


Copyright

© Tomates e Grelos and tomatesegrelos.blogs.sapo.pt, 2012 to 2014. Unauthorized use and/or duplication of this material without express and written permission from this blog’s author and/or owner is strictly prohibited. Excerpts and links may be used, provided that full and clear credit is given to Tomates e Grelos and tomatesegrelos.blogs.sapo.pt with appropriate and specific direction to the original content.

calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Tomates & Grelos Online



Posts recentes


Posts mais comentados