Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Se não houvesse calão...

por Tomates e Grelos, em 01.06.15

Se não houvesse calão, o post Lust seria mais ou menos assim:

 

Abri a porta do quarto, completamente desprovido de roupa. Sabia que eras tu. Adorei sentir a surpresa no teu rosto. Entraste a sorrir, adivinhando o que viria depois. O depois era agora e, agora eras minha. Estavas no meu domínio e finalmente iria usar e abusar do teu corpo, do teu órgão sexual feminino.

 

Fechei a porta atrás de ti e, sem perder um segundo, sem dizer uma palavra, levei-te para a cama. Sabias o que eu queria e eu sabia que querias. Estendi-me no leito e deixei que fizesses aquilo que tantas vezes descreveste. "Vou fazer movimentos de sucção no teu órgão sexual masculino todo." - disseste. "Suga, e não pares enquanto não te lambuzares toda." - repliquei. Sempre gostaste de ser bruta na linguagem e que te respondesse ainda pior. Não querias amor nem sexo, querias uma relação sexual bem dada.

 

 

"Gostas, não gostas sacana?" - perguntaste após uma sugadela no alargamento cónico, com a forma de uma bolota, que constitui a extremidade distal do meu órgão sexual masculino. "Quero sentir-te a latejar na minha cavidade oral." - disseste enquanto descias para lamber os testículos. "Vais deitar esse líquido viscoso e esbranquiçado segregado pelos teus órgãos genitais masculinos todo na minha cavidade oral, hoje." - afirmaste com certeza após uma longa lambidela por todo o meu órgão sexual masculino.

 

Mas esta noite seria minha tal como tu serias a minha mulher que pratica actividades sexuais por dinheiro. E como tu gostavas de ser a minha mulher que pratica actividades sexuais por dinheiro. Sei o quanto isso te excita e faço questão de te dar prazer. Assim, depois de me deixares bem duro, é altura de te possuir. Já despida, abres as pernas para mim. Tens o órgão sexual feminino encharcado mas, isso para mim não chega. Roço o meu órgão sexual masculino no teu órgão sexual feminino molhado. Soltas um gemido. Estás a ir para onde eu quero. Lambuzo o meu órgão sexual masculino com o teu órgão sexual feminino. Pedes que me coloque em cima de ti. Como gostas de conversa porca. Como te excitas pensando em ti como a minha mulher com comportamento considerado promíscuo. Trato-te como tu queres. Faço o que eu quero. Só podes esperar que eu te queira satisfazer.

 

 

 

Levanto-te as as pernas e, de uma só vez, todo o meu orgão sexual masculino desaparece dentro de ti. Gemes longamente. Penetro-te até não conseguir mais. Tiro. Repito. Gemes novamente. Rebolo dentro de ti. Quero que me sintas bem. Um novo gemido sai de ti. Dou-te uma relação sexual com todas as minhas forças. Quero ver o prazer na tua cara. "Dá-me uma relação sexual sacana. Come-me o órgão sexual feminino" - pedes, revelando o que eu já sabia...estás a gostar. E o que faço eu quando estás a gostar? Torturo-te!

 

 

 

Levo o órgão sexual masculino até à tua cavidade oral. Sugas-me como se fosses uma mulher que pratica actividades sexuais por dinheiro a fazer valer o dinheiro que recebe. Mas a única coisa que queres receber é prazer. És livre de o sentir e fazes-lo com forte desejo sexual. O teu prazer é meu e o meu é teu.

 

Quando pensas que vou acabar de te comer o órgão sexual feminino, empurro-te as pernas ainda mais. O teu rabo sorri para mim. É o próximo a sentir o meu órgão sexual masculino. Sorris quando sentes o alargamento cónico, com a forma de uma bolota, que constitui a extremidade distal do meu órgão sexual masculino a querer entrar. "Sabes mesmo como gosto." - dizes com prazer. Se sei o que gostas, é porque nunca tiveste vergonha de mo dizer. Já com o alargamento cónico, com a forma de uma bolota, que constitui a extremidade distal do meu órgão sexual masculino dentro de ti, tiro-o, expilo saliva e volto a meter. A cada nova entrada, vou um pouco mais fundo. Num instante, todo o meu órgão sexual masculino está dentro de ti. Como gostas que te coma o rabo. Faço-o com gosto, enquanto olho para o teu órgão sexual feminino a vibrar. Faço-o vibrar ainda mais com os meus dedos. Estás perto e eu também.

 

 

 

Gemes alto. Gemes forte. Não te preocupas com nada nem ninguém. A tua actividade sexual é audível e o teu prazer amplamente perceptível. És louca! "Dá-me uma relação sexual, dá-me uma relação sexual, dá-me uma relação sexual!" - repetes vezes sem conta. "Expele o líquido viscoso e esbranquiçado segregado pelos teus órgãos genitais masculinos. Expele o líquido viscoso e esbranquiçado segregado pelos teus órgãos genitais masculinos dentro de mim." - pedes-me, fazendo-me saber que o teu grau máximo de excitação ou prazer sexual está eminente. "Vou expelir o líquido viscoso e esbranquiçado segregado pelos meus órgãos genitais masculinos. Vou expelir o líquido viscoso e esbranquiçado segregado pelos meus órgãos genitais masculinos." - gemo eu, sabendo que isso te vai fazer explodir. Um grito ecoa pelo quarto ao mesmo tempo que sinto o meu órgão sexual masculino a ser inundado por um néctar quente e espesso que faço questão de espalhar dentro de ti. Todo o teu corpo se contrai. Com movimentos cada vez mais lentos, sinto-me esvaziar...até me deixar ao abandono, ofegante, como tu.

 

És louca! Tens relações sexuais como ninguém.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 08:29


8 comentários

De Quarentona a 01.06.2015 às 23:11

O calão é o sal da pinocada :P

De Anónima do Norte a 03.06.2015 às 12:02

isto é o principe de gales a deleitar-se no rego da duquesa da Cornualha na intimidade do leito real?

De Tomates e Grelos a 04.06.2015 às 15:18

Não tinha pensado nisso mas para mim, faz todo o sentido. Obrigado por essa imagem que me perseguirá durante dias

De Anónima do Norte a 04.06.2015 às 19:06

quiçá uma inspiração para um post futuro Image

De Liliana a 03.06.2015 às 12:16

Muito melhor com o calão.

Comentar post



Mais sobre mim



Homem que gosta da vida, de prazer, de sexo, de conversar, de partilhar.


Se deseja entrar em contacto com o autor, pode fazê-lo através do endereço: tomatesegrelos@sapo.pt.


ver perfil

seguir perfil


Copyright

© Tomates e Grelos and tomatesegrelos.blogs.sapo.pt, 2012 to 2014. Unauthorized use and/or duplication of this material without express and written permission from this blog’s author and/or owner is strictly prohibited. Excerpts and links may be used, provided that full and clear credit is given to Tomates e Grelos and tomatesegrelos.blogs.sapo.pt with appropriate and specific direction to the original content.

calendário

Junho 2015

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Tomates & Grelos Online