Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




USA (parte 3)...

por Tomates e Grelos, em 08.04.13

Sentou-se ao meu colo e sorriu. Todo aquele ambiente estava a excitar-me. Estar fora do país...uma mulher bonita...uma estranha...um bom vinho...beijei-a. Longos e demorados, é como gosto dos beijos. Deslizo uma mão pelo seu corpo, enquanto a outra sente os cabelos, bem na nuca, entrelaçando-os, puxando-os ligeiramente. Um puxão mais forte e o pescoço fica exposta e as costas arqueiam, o momento ideal para momentaneamente esquecer os lábios e me dedicar ao queixo, descendo lentamente até ao peito onde, a mão agarra um seio e lhe aufere as medidas.

 

 

Sentia o meu sexo a lutar para se libertar, apertado pelas suas coxas. De repente, a minha faceta de dominador tomou conta de mim e fiz-lhe um gesto para que se levantasse e segui-a no movimento. Agora em pé, despia. Despi-a como se fosse um gelado que eu estava prestes a devorar. Antes de devorar, ia lamber. Mas este gelado não se ia dar a comer sem garantir que o meu apetite estava bem aberto. Sentou-se na beira da cama e puxou-me a si. De imediato dirigiu a atenção para a protuberância no interior da zona pélvica. Mordeu e abocanhou.

 

 

Deixei-a continuar a provocar, sem dar parte de fraco. A minha resistência deu frutos e viu-se "obrigada" a despir-me. O meu falo respirava, finalmente mas, por pouco tempo. Com uma gula de fazer inveja, foi imediatamente engolido por aquela boca insaciável que tão bem sabia o que fazia. Deliciei-me com a habilidade dos lábios, o aveludado da língua e a profundidade da garganta.

 

 

Mas eu queria dominar. E queria continuar a ser chupado daquela forma. Ordenei que se deitasse e, com um sorriso maroto, obedeceu. Não há maior afrodisíaco que ver o desejo nos olhos de uma mulher. Em sentido contrário ao seu, dispus-me sobre ela. Não hesitou um segundo e voltou a abocanhar, mesmo antes que eu pudesse fazer a minha parte. Mas essa não era a minha intenção. Era eu que dominava e ela iria submeter-se. Puxei-lhe uma mão e levei-a à boca. Depois de bem lubrificados, dirigi os seus dois dedos para o seu sexo. Sem qualquer liberdade de movimentos, fui eu que lhe orientei a mão.

 

 

Como se de um brinquedo sexual se tratassem, usei os seus dedos para a tocar. Primeiro ao de leve, sem exercer pressão. Senti de imediato, uma vontade de abrir os lábios mas, não permiti que o fizesse. Puxei a mão e lambi-lhe os dedos. Passei-os no meio dos seus lábios, que desabrochavam como uma flor. A sua fome era galopante e decidi deixá-la voar. Larguei-lhe os dedos e deixei-a prosseguir. Ergui-me. Lambeu-me os testículos. Puxei-lhe um mamilo. Gemeu. Puxei o outro. Gemeu de novo. Uma poderosa sucção puxou-me as bolas. Gemi.

 

 

Pronto para dominar mais um pouco, voltei a debruçar-me. Senti uma mão guiar-me para dentro de uma boca. Como era acolhedor aquele lugar. Vi dois dedos a massajar um clitóris e, de imediato, manietei-os. Passei a língua, simples prémio de consolação pois não fiz mais do que uma passagem. Conduzi de novo os dedos, acessório sexual naquele momento, até à entrada do sexo e forcei-os a entrar. Não houve esforço, apenas um arquear de costas. O meu trabalho estava feito. Em poucos segundos, aqueles dedos fodiam aquela cona como se um falo se tratasse. Deliciado pelo felatio, assisti, sem intervir.

 

 

Senti o meu sexo a pulsar, a encher uma boca que gemia, anunciando um desfecho glorioso. A visão daqueles dedos, daquele toque, daquela masturbação, ao ritmo do chupar, fez-me expelir golfadas abundantes de espera, das quais não foi desperdiçada nenhuma gota. Com a minha mão sobre a dela, auxiliando o prazer, assisti, ainda em transe orgásmico, ao seu. Caí para o lado e esperei que o transe passasse.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:25


4 comentários

De Anónimo a 04.07.2014 às 18:26

Mto bom

De Tomates e Grelos a 05.07.2014 às 12:40

Ainda bem que gostou!

De Anónimo a 04.07.2014 às 18:26

Mto bom

De Tomates e Grelos a 05.07.2014 às 12:40

Ainda bem que gostou!

Comentar post



Mais sobre mim



Homem que gosta da vida, de prazer, de sexo, de conversar, de partilhar.


Se deseja entrar em contacto com o autor, pode fazê-lo através do endereço: tomatesegrelos@sapo.pt.


ver perfil

seguir perfil


Copyright

© Tomates e Grelos and tomatesegrelos.blogs.sapo.pt, 2012 to 2014. Unauthorized use and/or duplication of this material without express and written permission from this blog’s author and/or owner is strictly prohibited. Excerpts and links may be used, provided that full and clear credit is given to Tomates e Grelos and tomatesegrelos.blogs.sapo.pt with appropriate and specific direction to the original content.

calendário

Abril 2013

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Tomates & Grelos Online