Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Dream...

por Tomates e Grelos, em 11.03.13

Tive um sonho. Sonhei que estavas a meu lado. Não podia acreditar no que as minhas mãos sentiam. Não podia, mas queria. Deixei-me levar. A vontade cresceu em mim, à medida que te procurava. Primeiro a tua pele, depois a um beijo. Após o beijo, outro, no pescoço, enquanto sinto o perfume do teu cabelo. A vontade não é a única a aumentar com o deslizar suave das tuas formas sob a minha mão.

 

 

Deixo-me levar pelo sonho, embalado pela possibilidade da ilusão ser realidade. Navego pelas tuas costas com os lábios, voo com os dedos por entre as coxas. Está calor. Vou-te despir egoistamente, para meu deleite. Os teus seios preenchem as minhas mãos. As tuas nádegas recebem o meu sexo. O desejo toma conta de mim e tento que tome conta de ti. Consigo!

 

 

 

Os gemidos denunciam-te. O corpo trai-te. A tua boca percorre o escuro da noite em busca da minha. Encontra-a numa explosão de língua, desejo e luxúria. Rapidamente retiro a roupa que te resta. O teu corpo nu é agora o meu recreio e o meu sexo o brinquedo que passeio por ele. Estás molhada mas, que quero mais. Mergulho os dedos na minha língua, depois do teu sexo, depois na tua boca. Uma e outra vez, e sinto-te invadida por um néctar onde desejo mergulhar. Pego no meu sexo e coloco-o no teu. Penetro-te! Agarras-me com força. Sentes-me dentro de ti e eu sinto-me dentro de ti. É bom.

 

 

 

Tenho medo de acordar. Acelero o ritmo, em movimentos que me fazem sentir todo o interior do teu sexo. Entro e saio, entro saio, por entre beijos quentes e carícias no peito. Quero saber que és real. Quero ouvir-te. Viro-te e coloco-te de quatro. Já não há volta a dar-lhe. Vou-te fazer vir e vou-me vir.

 

Sem perder tempo, vou para dentro de ti, de uma só vez, as tuas nádegas por entre as minhas mãos. Vou mais fundo do que alguma vez fui. Rebolo dentro de ti. Entro e saio, entro e saio, o meu sexo em toda a sua longitude. Estamos quase lá. Acelero. Puxo-te o cabelo como tu gostas e digo-te: "Vem-te. Vem-te para mim. Vem-te no meu sexo.". Respondes: "Fode-me. Vou-me vir. Não pares". Não paro. Toco-te bem fundo, puxo-te para mim.

 

 

 

O teu gemido é música, as tuas contracções são arte. Não estou satisfeito. Se este é o meu sonho, continua a meu bel-prazer. Retomo o ritmo em que entro e saio de ti, agora rodeado do teu orgasmo, num deslizar que me excita ainda mais. Sinto-te sem forças, impotente, entregue ao que te dou. Tu aceitas e retribuis de novo. O teu orgasmo foi curto mas teve o condão de me deixar descontrolado. É apenas o meu objecto de prazer agora. Tudo o que faço é com o intuito de me vir.

 

Saio dentro de ti e espero que recebas o meu néctar. Não te fazes rogada e, como que renascida das cinzas, lambes-te toda de mim, até os nossos sabores se misturarem numa infusão perfumada que te faz gemer de novo. Gostas! E eu gosto que gostes.

 

 

 

Deito-me ao abandono, apenas para acordar de manhã, sem saber se foi um sonho, sem querer saber se foi um sonho, pouco importado se foi um sonho. Olho para baixo e...estou nu...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:35



Mais sobre mim



Homem que gosta da vida, de prazer, de sexo, de conversar, de partilhar.


Se deseja entrar em contacto com o autor, pode fazê-lo através do endereço: tomatesegrelos@sapo.pt.


ver perfil

seguir perfil


Copyright

© Tomates e Grelos and tomatesegrelos.blogs.sapo.pt, 2012 to 2014. Unauthorized use and/or duplication of this material without express and written permission from this blog’s author and/or owner is strictly prohibited. Excerpts and links may be used, provided that full and clear credit is given to Tomates e Grelos and tomatesegrelos.blogs.sapo.pt with appropriate and specific direction to the original content.

calendário

Março 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Tomates & Grelos Online