Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Entre amigos...

por Tomates e Grelos, em 11.12.12
João  - Mas o problema é que a maior parte das pessoas não encaram isso da mesma forma que tu.
Matilde  -

Porque são preconceituosas!!

Eu  - Ó Matilde, não se trata de serem preconceituosas. Há muita gente que não tem acesso a informação e que continua limitada por aquilo que a sociedade pensa sobre eles.
João  - Nem todos podem ser tão liberais quanto tu, linda.
Matilde  - Não sou liberal...sou livre! É diferente.
Eu  - Eu percebo o que tu queres dizer...mas tu és uma mulher diferente...especial. Vives para ser feliz e não para fazer os outros felizes.
João  - E é isso que te torna tão interessante, se queres saber ;)
Matilde  - Eu não mais do que ninguém. Só não vive como eu, quem não quer.
Eu  - Sabes bem que a sociedade tem um peso muito forte na nossa maneira de agir. Pelas coisas que tenta impor, pelas mentalidades...
João  - E pela inveja!!! Muita gente não pode ver alguém a tomar atitudes diferentes, que o façam feliz, que começam logo a julgar...na maior parte dos casos porque não tiveram coragem de tomar essa mesma atitude.
Matilde  - Então concordam comigo! As pessoas é que estão demasiado preocupadas com aquilo que os outros pensam em vez de se preocuparem com a sua própria felicidade.
João  - Sim, concordo contigo.
Eu  - Eu também mas, continuo a dizer que não é fácil assumires certas opções de vida, sabendo que vais ser julgado por tudo e todos. Tens de ser mentalmente muito forte para aguentar essa pressão.
Matilde  - Claro que tens mas só depende de ti.
Eu  - Claro que sim mas, não podes ser tão redutora. Se tens uma vida que, em geral te trata bem: um bom emprego, amigos, família que te apoia; é muito mais fácil aguentar as tais pressões da sociedade, pelas atitudes que tomas.
João  - Nem mais...mas imagina o oposto: tens um emprego que detestas, os teus amigos são do alheio, a tua família toma o partido da sociedade; ou dobras ou quebras. É muito complicado.
Matilde  - Entendo o teu ponto de vista. Talvez tenhas razão. Nesse aspecto, considero-me uma afortunada. Sou como quero, faço o que quero e pouco me importa o que os outros pensam.
João  - Sim mas, imagina que te apetece comer um colega de trabalho a meio da manhã...não o vais fazer.
Eu  - Olha que não sei João, sabes que ela é louca...
Matilde  - Sou louca mas não sou parva. Ou melhor, não o como à frente dos outros...isso seria invadir o espaço alheio. Mas se ele me quiser comer tanto quanto eu o quero a ele, porque não? Vamos para o meu escritório e fodemos descansados sem incomodar ninguém.
Eu  - Eu percebo que penses assim...que és livre. Mas há tantas pessoas que não conseguem ter essa noção de liberdade, porque foram "amordaçadas" desde pequenas. Sempre lhes foi incutido que a sociedade define o que está certo e o que está errado.
João  - E não só. É mais cómodo "ir com a corrente" do que "remar contra ela".
Matilde  - Também acho. Tenho essa sensação de "remar contra a corrente" muitas vezes.
João  - A diferença é que tu gostas disso...
Eu  - ...Disso e não só!!
Matilde  - LOL Como vocês me conhecem tão bem...
Eu  - Eu acho que ainda não conheço assim tão bem...sinto-me com vontade de conhecer muito mais.
João  - Eu proponho aprofundarmos esse conhecimento um pouco mais ;)
Matilde  -
Onde queres tu "aprofundar" esse conhecimento?
João  - Por mim pode ser aqui mesmo...não estamos bem?
Eu  - Eu estou óptimo...com uma mulher destas no meio de nós...
Matilde  - Vocês são uns queridos. Mas não acham que é melhor acabar com a conversa e passar à acção.
Eu  -
Porquê? Jás estás com vontade outra vez?
João  -
Já não conheces a "peça"? Ela está sempre com "fome".
Matilde  - É assim que me vês?...Sempre com fome?
João  - Ohh fofinha...sabes bem que adoro essa tua "fome".
Eu  - Eu acho é que ela se quer saciar...outra vez.
Matilde  - Estou a ver que nunca mais "é sábado".
Eu  - Eu estou pronto.
João  - Mas desta vez trocamos.
Matilde  - Queres cuzinho desta vez, é? Maroto.
João  - Também tenho direito...e sabes bem como adoro esse botão de rosa.
Eu  - Aproveita que eu já o deixei prontinho para o comeres...
Matilde  - Se deixaste!!! Por isso é que gosto que sejas o primeiro a comer-me o rabinho.
Eu  - E eu adoro "trabalhar" esse rabinho...desde que está bem apertadinho, até estar sequioso do meu pau.
João  - Até parece que eu não fiz nada.
Matilde  - Ó amor...claro que fizeste. Até parece que não sentiste a minha coninha a contrair-se toda no teu membro.
João  - Eu sei... Se senti...tanto senti que não aguentei mais...tive de me vir.
Eu  - Mas vocês querem falar sobre à pouco ou passar ao prazer?
Matilde  - É para trocar não é? Então só tenho de me virar... Feito. Estão à vossa espera, meninos...os meus buraquinhos...
Eu  - Gosto muito do teu cuzinho mas, estar de frente para ti...olhos nos olhos...sentir o teu prazer...
João  - ...Como eu te compreendo!!
Matilde  - Calem-se. Comam-me. Façam-me sentir desejada...cheia...preenchida...
João  - Louca!
Eu  - Doida!
Matilde  - Vocês gostam!!! Hmmm...brutos... Ahhh... Isso...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:23


Mais sobre mim



Homem que gosta da vida, de prazer, de sexo, de conversar, de partilhar.


Se deseja entrar em contacto com o autor, pode fazê-lo através do endereço: tomatesegrelos@sapo.pt.


ver perfil

seguir perfil


Copyright

© Tomates e Grelos and tomatesegrelos.blogs.sapo.pt, 2012 to 2014. Unauthorized use and/or duplication of this material without express and written permission from this blog’s author and/or owner is strictly prohibited. Excerpts and links may be used, provided that full and clear credit is given to Tomates e Grelos and tomatesegrelos.blogs.sapo.pt with appropriate and specific direction to the original content.

calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Tomates & Grelos Online